Antes da primeira consulta

Como posso descobrir se sou infertil?

O diagnóstico de infertilidade se inicia após o casal passar por um período de 12 meses de tentativas, com relações constantes e sem uso de nenhum método contraceptivo e ainda assim não obter gravidez. Mesmo assim ainda se faz necessário a consulta médica e exames apropriados antes de diagnosticar definitivamente a paciente como infértil.

Pacientes que usam tratamentos de fertilidade sempre tem gêmeos ou trigêmeos?

Em todos os tipos de tratamento para infertilidade, incluindo a Inseminação Artificial e Fertilização In Vitro, apenas 20% dos casos resultam em mais de um bebê por tentativa.

Mulheres com útero invertido não podem engravidar?

A inversão do útero não caracteriza nenhuma anormalidade à fertilidade feminina e não diminui as chances de gravidez do casal de maneira natural ou com tratamentos de reprodução assistida

O uso de anticoncepcionais pode levar à infertilidade?

A pílula anticoncepcional não interfere na fertilidade natural feminina, bastando a paciente parar com o medicamento para estar apta novamente a engravidar. O que pode ocorrer com a suspensão do medicamento, é a aparição de outros problemas relacionados a infertilidade, como a endometriose e a síndrome do ovário policístico, que o anticoncepcional ajuda a ocultar.

A gravidez é garantida se eu manter mais relações sexuais no meu periodo fertil?

Mesmo se o casal mantiver relações sexuais constantes durante todo o mês, incluindo o período fértil, a probabilidade de engravidar continua sendo de 20%. No coito programado é possível definir com maior precisão o período fértil da mulher para direcionar as relações sexuais para este período, isso potencializa as chances de gravidez, mas não pode-se dizer que será uma gestação garantida.

É possível engravidar mesmo com apenas um ovário e uma trompa?

Pacientes que se submeteram a cirurgia para retirada parcial de um ovário e trompa, continuam aptas a gerar um bebê. Para isso, basta que tenham o útero, um ovário e uma trompa em condições normais.

Mulheres com síndrome do ovário policístico não podem engravidar?

Pacientes com SOP podem ter dificuldades ou não ovular todos os meses, o que dificulta a concepção mas não a torna impossível, desde que feito o tratamento adequado.

Quanto mais idade a mulher tiver, mais difícil será para ela engravidar?

A partir dos 35 anos, tanto a quantidade como a qualidade dos óvulos produzidos pelo organismo entram em um gradativo declínio. Assim, se torna comum que mulheres acima dos 35 tenham maiores dificuldades para uma concepção natural, assim como aumentam os riscos de aborto conforme a idade da mulher avança.

Mesmo recorrendo a todos os tratamentos de reprodução humana ainda há chances de que eu não consiga engravidar?

Em alguns casos, como menopausa precoce e mulheres com baixa quantidade/ qualidade dos óvulos, o casal só poderá gerar uma criança com tratamentos com óvulos doados.

A maior responsável pela infertilidade do casal é sempre a mulher?

A infertilidade não escolhe sexo e atinge homens e mulheres em proporções iguais. Se estima que em 30% dos casos o problema se encontra no lado feminino. A mesma taxa de 30% se aplica para o lado masculino do casal, tendo ainda uma porcentagem de 30% em que o caso de infertilidade se deve ao casal. Para fechar os 100% ainda restam 10% onde não são constatados os motivos da infertilidade, chamamos estes fatores indeterminados de Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).

Homens que tiveram caxumba podem ter ficado estéreis?

A caxumba pode prejudicar seriamente a produção dos espermatozoides, mesmo que o paciente tenha ficado de repouso absoluto durante a doença. É necessário que o paciente tenha tido um processo inflamatório/ infeccioso em região testicular. Um espermograma completo é sempre o primeiro passo na investigação de uma possível sequela deixada por esta doença.

Quem tem ou teve doenças sexualmente transmissíveis pode ser infértil?

DSTs como clamídia ou gonorreia respondem por aproximadamente 15% das causas de infertilidade nas mulheres e cerca de 10% nos homens. Essa doenças alteram a produção dos espermatozoides e provocam inflamações nos órgãos do aparelho reprodutor feminino, podendo por exemplo levar à obstrução das tubas uterinas.

Congelamento de óvulos é uma alternativa segura para quem pretende postergar a gravidez?

Os tratamentos que usam a técnica do congelamento de óvulos apresentam as mesmas taxas de sucesso quando comparadas a um procedimento realizado com óvulos que não passaram pelo processo de congelamento. Essa técnica também é indicada para mulheres que estejam passando por tratamentos de doenças que comprometem a fertilidade.

Óvulos e sêmen congelados têm prazo de validade?

As técnicas de criopreservação preservam os óvulos e espermatozóides coletados a menos 196ºC, o que garante uma preservação por tempo indeterminado, preservando as células que, ao serem descongeladas, têm ótimas chances de fecundação.

Ainda com dúvidas?

Baixe nosso E-book gratuito "Perguntas Frequentes: Primeira Consulta" e descubra como podemos ajuda-la!