Transferência de Embrião Congelado

Transferência de Embrião Congelado

O congelamento de embriões é indicadas para pacientes que geraram uma quantidade excessiva de pré embriões e desejam guardá-los para futuras tentativas, eliminando assim a necessidade de um novo processo de estimulação ovariana, ou para os casos em que o endométrio da paciente não esteja com a receptividade adequada para uma implantação, de forma que os pré-embriões precisem ser preservados até um novo ciclo onde a FIV ou outra técnica de reprodução possa ser devidamente realizada.

Em situações de risco de Hiperestimulação Ovariana ou alterações endometriais como pólipos e miomas. Nessas situações, os pré-embriões congelados podem permanecer armazenados para uso futuro, permitindo que cada uma possa, depois de descongelado, ser transferido em outro ciclo com preparo adequado da cavidade uterina.

Os pré-embriões podem ser descongelados em vários ciclos, dependendo do número e de seu reaproveitamento. Com boas técnicas, as chances são semelhantes às dos pré-embriões frescos.